Sistema prisional

Efetivo da Força Nacional enviado a Manaus vai atuar no Compaj

Grupo será dividido em três turnos, sendo que cada turno terá 23 policiais

Redação


MANAUS - Os homens da Força Nacional, que chegaram a Manaus na manhã desta terça-feira (10), deverão atuar exclusivamente no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) - presídio onde houve o massacre que deixou 56 mortos no dia 1º deste mês. Em coletiva de imprensa na tarde desta terça (ouça acima), o secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, informou que os agentes da Força Nacional devem começar a atuar nesta quarta-feira (11).
Eles vão ficar no Compaj. E, eles sozinhos vão conseguir resolver tudo? Certamente que não. Mas, a Força Nacional vai ser uma força para segurar uma primeira reação, e possibilitar que nós cheguemos e possamos unir forças para resolver um eventual problema... Se o preso souber que ele tem ali colado com ele 30 policiais prontos para atuar, preparados e equipados...ele talvez pense duas vezes antes de fazer alguma coisa", ressaltou Fontes. 
Presente na coletiva de imprensa, o major Paulo Roberto Siste Cardoso, responsável pelo efetivo da Força Nacional que está em Manaus, informou que, entre outros equipamentos, os policiais trouxeram armas calibre 12 e granadas defensivas.

O efetivo da Força Nacional enviado a Manaus conta com 99 policiais. O grupo será dividido em três turnos, sendo que cada turno deve contar com 23 policiais.

 

Foto: Deusdele Pantoja/Radar 10


Sistema prisional

Efetivo da Força Nacional enviado a Manaus vai atuar no Compaj

Grupo será dividido em três turnos, sendo que cada turno terá 23 policiais

Redação


MANAUS - Os homens da Força Nacional, que chegaram a Manaus na manhã desta terça-feira (10), deverão atuar exclusivamente no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) - presídio onde houve o massacre que deixou 56 mortos no dia 1º deste mês. Em coletiva de imprensa na tarde desta terça (ouça acima), o secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, informou que os agentes da Força Nacional devem começar a atuar nesta quarta-feira (11).
Eles vão ficar no Compaj. E, eles sozinhos vão conseguir resolver tudo? Certamente que não. Mas, a Força Nacional vai ser uma força para segurar uma primeira reação, e possibilitar que nós cheguemos e possamos unir forças para resolver um eventual problema... Se o preso souber que ele tem ali colado com ele 30 policiais prontos para atuar, preparados e equipados...ele talvez pense duas vezes antes de fazer alguma coisa", ressaltou Fontes. 
Presente na coletiva de imprensa, o major Paulo Roberto Siste Cardoso, responsável pelo efetivo da Força Nacional que está em Manaus, informou que, entre outros equipamentos, os policiais trouxeram armas calibre 12 e granadas defensivas.

O efetivo da Força Nacional enviado a Manaus conta com 99 policiais. O grupo será dividido em três turnos, sendo que cada turno deve contar com 23 policiais.

 

Foto: Deusdele Pantoja/Radar 10

TAG Amazonas Manaus NotíciasPolíciaSegurançaEntrevistas